Quarta-feira, 9 de Abril de 2008

Guimarães - Cinema São Mamede

 
Ainda que, de certa forma, não em grande forma, acordei em Guimarães preparado para mais um dia de concerto.
Tínhamos chegado de Aveiro no dia anterior. Tive pena de não ter podido passear mais pela historia da cidade, mas tinha que ser competente e zelar pela minha saúde.
Mesmo assim, na noite anterior, ainda fui ouvir um jazz no bar perto do hotel.
O nosso Espectáculo era num antigo cinema, recuperado, fruto de uma iniciativa privada.
O palco era muito alto e se me aproximasse demais da extremidade, podia partir uma perna…
No ensaio de som percebemos que a acústica era tramada para quem estava em cima de palco... nesta profissão estamos habituados a viver com o perigo.
Jantámos num bom restaurante onde já tínhamos almoçado e jantado no dia anterior (não somos muito originais).
(É difícil estes textos do blog não ficarem todos meio repetitivos mas a verdade é que o ritual é sempre o mesmo. Chegar, ensaio de som, jantar, concerto, cool down, dormir.)
Durante o concerto e porque o som estava mesmo estranho em cima de palco, não tive a noção de que estava a correr tão bem. Só lá mais para o fim é que comecei a ver que o publico estava mesmo contente.
Tocámos tudo o que temos para tocar, incluindo a “Musica de Filme”: Esta musica foi feita num só dia e é das minhas musicas e letras preferidas. É boa de se cantar e o João e o Maia arranjaram a maneira perfeita de a acompanhar. É sempre diferente mas resulta, o que faz com que não possamos ensaiá-la vezes demais. Esta canção é para fluir no organismo enquanto se toca, como quem plana por cima de um rio e lhe segue o percurso feito de inconstância.
Que publico positivo, o de Guimarães! Pediram encores a mais e porque não tínhamos mais repertório ensaiado tivemos que repetir o “Labirinto”!
Depois do concerto ainda fui beber um chá ao Café Concerto do S. Mamede – isto porque aquele tal vírus ainda não tinha acabado de me atormentar.
Dormi cedo.
O hotel era muito bom, com quartos daqueles que nos descansam só de entrar.
Gosto de quartos de hotel porque estão sempre arrumados. E também porque têm canetas (fazem sempre falta) e por vezes um chocolatinho.
Todas as divisões da minha casa são a extensão do meu quarto – roupa por todo o lado que não tenho paciência para arrumar, papeis, sacos, copos, lixo, lixo, lixo (sim estou a exagerar).
Nos hotéis isso não acontece. Há sempre a calma da arrumação por todo o lado. Aquele silêncio muito privado quando se fecha a porta. A casa de banho a brilhar cheia de produtos de higiene embrulhados. A cama com lençóis passados a ferro, geometricamente colocados e a cantar baixinho. Até deixo os sapatos alinhados quando me vou deitar.
Obrigado ao publico de Guimarães! Fiquei quase curado!.


Tiago



Maia e Ruisinho na carrinha a recusar o dialogo.
publicado por Tiago Bettencourt às 15:47
link do post | comentar | favorito
|
29 comentários:
De A., B., C. a 9 de Abril de 2008 às 18:34
Por onde começar?
Viemos do Porto, Paços de Ferreira e Viana do Castelo..Como Guimarães não é muito perto, tivemos de reservar os bilhetes. Surgiu logo um problema, porque foi-nos dito que teríamos de levantar os bilhetes 48h antes do espectáculo, o que para nós era ridículo! Lá conseguimos reservar os bilhetes, explicando a situação, e ficou combinado que os levantaríamos 1h antes do concerto. Tudo ok.
No dia do concerto, uma certa pess(N)oa atrasou-se :P e chegámos lá mesmo em cima da hora combinada lol. Depois de tanta confusão, tudo parecia correr bem.Fomos comer qualquer coisa("jantar") ao bar do cinema – ainda encontrámos o Paulo Ventura. Quando descemos e fomos para a sala, outra surpresa(desagradável)! Afinal, os nossos lugares não eram para a 2ª fila da plateia, mas para a 2ª fila do 1º balcão. Houve um mal entendido. As funcionárias ainda disseram que podíamos ir para sítios vagos na plateia, mas o concerto ia começar, optámos por ficar no 1º balcão, de onde aparentemente se via melhor (pelo menos, tínhamos uma visão global do palco)!
O concerto foi especial. O Tiago estava adoentado, mas nem isso lhe retirou qualidade. Tivemos bastantes surpresas agradáveis, como a “Música de Filme”! E nesse dia tínhamos falado da música :P
Tivemos ainda outros pequenos percalços, que tornam as situações peculiares e os momentos marcantes à sua maneira - a máquina fotográfica da Carla ficou sem bateria. Solução: usar o telemóvel..., se este não tivesse ficado no carro :P.
Sentimos que o público estava calado e ouviam-se pouco as palmas (talvez o espaço fosse a causa disto). O Tiago mandou as suas piadas e o público começou a colaborar e a “conversar” com ele. Foi bastante divertido!! Nós também mandámos os nossos gritos “de guerra’’ e conseguimos que a “Só nós dois” fosse tocada"! Atrás de nós estava um casal que também conhecia as músicas; o homem do casal também era participativo e a sua voz e riso ouviam-se muito (poderosos) lol :).
O público cantou em uníssono a “Carta” e o silêncio nas restantes músicas pareceu respeito e atenção, aplaudindo de pé, no final do concerto. Ainda bem, 2º encore!! :D Aí já não podíamos ficar sentadas e foi um final aos saltos com a "Labirinto".
No fim, ainda deu para conversar com a banda - óptimos músicos!
Ainda bem que foste sensato e bebeste o dito chá :P
Até à próxima.... “num palco perto de si”.


Andreia (Noa), Bárbara e Carla
De Carla a 10 de Abril de 2008 às 10:45
Foi um concerto... "qui pro quo" ;)
De Cati a 9 de Abril de 2008 às 19:25
Olá.. Desde há mt tenho vindo a acompanhar o teu trabalho, antes nos Toranja agora a solo, adoro particularmente o álbum Jardim é delicioso do início até ao fim, ouço-o todos os dias, e não estou a exagerar troquei a televisão do meu quarto pela aparelhagem, de manha dá-me tão boas energias para os dias difíceis que tenho.

Espero que continues com o excelente trabalho que tens vindo desenvolvendo e estou à espera do próximo álbum xd

beiinhO****

E um enorme sucesso
De Cati a 9 de Abril de 2008 às 19:28
Já agora ouvi dizer que gostarias de pôr vídeos, eu também tenho um blog do sapo, se quiseres posso dizer-te como se faz.

catia_rosas@hotmail.com

P.S: Embora este não seja o meu mail pessoal, ficava grata se apagassem o comentário
De Tiago a 10 de Abril de 2008 às 00:23
O concerto foi simplesmente fantástico.
Adorei a "Música de Filme". Não estava nada à espera que a tocassem.

No inicio o público estava um pouco frio, mas é para estas ocasiões que trazes os Manta. haha.. não.
De Raquel Fernandes a 10 de Abril de 2008 às 02:14
E Guimarães gostou de vocês. Muito simpáticos, muito educados, muito humildes... Quando eu disse que tinha corrido mesmo bem nem querias acreditar, mas tal como o João desconfiava, a Canção Simples estava mais lenta que o costume. As groupies sabem dessas coisas... Well done Tiago. Já sabes o resto. Ainda bem que vieram.
De Raquel Fernandes a 10 de Abril de 2008 às 02:16
Dimunitivo de Rui = Ruizinho. Troca rápido que ninguém viu ;) Sim, eu sei, tu detestas-me =)
De Tiago M a 12 de Abril de 2008 às 14:03
A dizeres que os posts se tornavam repititivos, este até foi um dos mais cómicos XD Gostei dos últimos dois parágrafos =P

Tiago'
De Pina a 15 de Abril de 2008 às 23:06
Tiago, então e esses acordes?

Um abraço
De Rodrigo Pereira a 16 de Abril de 2008 às 21:52
Ola’!
Antes de começar , começo por dizer que não sou o vosso fan numero um, pois acho que toda a gente gosta do vosso trabalho e sabe avaliar! Entao, sou um fan como os outros! Deixo um grande elogio, que nem as palavras não conseguem transmitir, os versos do Tiago são lindas, fabulosas e únicas, cada verso dito é um significado no meu coração! Cada acorde dado na guitarra ou no piano, toca-me num lado que não se sabe ao certo o quanto dói! Já acompanhava-te (desculpa tratar por tu), desde do clássico “carta” dos Toranja, apartir dai foi até hoje, ainda recordo quando ouvi pela primeira vez tinha para ai uns 13 anos de idade… Em memorias, lembro perfeitamente num dia vi-te num Shopping, e o meu nervosismo subiu, ganhei coragem e falei contigo, perguntando o que previam dos toranja referente ao terceiro álbum… uma resposta vaga respondes-te, mas o facto de teres dito algo, fiquei muito feliz!
Estive na apresentação do “O jardim” na Fnac do Cascaishopping, e foi magico!
Espero um dia, poder falar contigo denovo, pois também ando no ramo da musica, irei entrar na Conservatoria de Musica em Sintra, também faço musicas baseadas nas tuas (o mesmo estilo de musica) e quem sabe um dia pisamos o mesmo palco (este é um dos meus sonhos… amava mesmo… ).
Antes de despedir, eu sou o Rodrigo Pereira tenho 17 anos e sou aquele que aprecia as 14 musicas de Tiago & Mantha de inicio ate’ ao ultimo minuto!

Um grande Abraço para Ti, João Lencastre e Tiago Maia.
De Bárbara a 22 de Abril de 2008 às 10:21
"Minha alegria
minha amargura
minha coragem de correr contra a ternura" ;D

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 20 seguidores

.pesquisar

Photobucket


Photobucket
Photobucket

Photobucket

.posts recentes

. QUANDO ME PEDIRAM UM VIDE...

. O senhor do lado

. ...

. "TIAGO NA TOCA e os poeta...

. Sobre a apatia:

. silêncio

. Somos numero 1!!

. Mais explicações ainda...

. Explicações

. NOVO ALBUM já em Pré-vend...

.arquivos

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Janeiro 2011

. Julho 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

.subscrever feeds