Quarta-feira, 20 de Agosto de 2008

Tiago na Toca

(sobre o conceito do projecto)

 

 

O principio do principio do principio do principio do principio...

 

 

onde anda a parte simples como desenho minimal?

 

A toca fica oca se não sopra ou respira

a faca já não corta se ninguém a afia

o leme fica perro

se o rumo não desprende a saída é um erro

 

Na toca o principio nem existe

Cá dentro há gigantes que nos regem como risos q não fingem

é eufórica a alegria

e de sangue a agonia

 

porque também se pode querer no que há do outro lado

e é sempre credível um conceito credível onde a mão é mais quadrada e a mensagem estudada e mais limpa do ruído -- como aquelas fotografias onde estamos bem vestidos…

 

mas eu gosto do ruído

eu quero do ruído outras coisas que viajam

que são espelho do que somos

como forças à deriva

que não prendem ou controlam

e são ventos sem vontade...

… mas que não param.

 

 

Eu quero a parte fraca

porque é nela que nos vemos

Desafio a parte forte

para agarrar no mundo

Quero o medo da coragem

e a coragem de ter medo

Tenho um corte que desvenda

Quero o fruto que se colhe

Pode ser anjo,

ou demónio

mas na toca não se escolhe

 

não se escolhe

 

não se escolhe.

 

 


 

publicado por Tiago Bettencourt às 17:16
link do post | comentar | favorito
24 comentários:
De Diogo a 12 de Setembro de 2008 às 20:55
Olá Tiago,

Muito giro este projecto. É bom ficar a conhecer mais um pouco das tuas ideias e da tua escrita, a meu ver muito original e...boa.
A foto deve indicar a toca...suponho...
Já agora posso deixar o endereço do meu blog, http://desenhosoltos.blogspot.com...é de desenhos e têm quase todos um certo ar de esquissos...eras capaz de gostar!

Abraços e uma muito boa continuação.
De Bom dia a 12 de Janeiro de 2014 às 22:43
É preciso força e também é preciso ser-se destemido. Saber filtrar o que nos detém do que nos comove. O bom senso é preciso e a serenidade. Os gigantes podem ser ultrapassados e o sol pode-nos iluminar a todos. Mesmo que seja preciso rasgar o tempo para outro tempo eu vou-te contar o que preciso de te mostrar. Bem ou mal eu vou existir porque existem almas maiores que a tua! Maiores que eu! Quando me ouvires, num dia, quando crescermos eu vou-te sorrir e tu vais sempre ser o mais bonito que o meu dia pode ter. bj

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 20 seguidores

.pesquisar

Photobucket
Photobucket
Photobucket

.posts recentes

. QUANDO ME PEDIRAM UM VIDE...

. O senhor do lado

. ...

. "TIAGO NA TOCA e os poeta...

. Sobre a apatia:

. silêncio

. Somos numero 1!!

. Mais explicações ainda...

. Explicações

. NOVO ALBUM já em Pré-vend...

.arquivos

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Janeiro 2011

. Julho 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

.subscrever feeds